Foto: Tv Tem/Reprodução

SÃO PAULO – A Justiça de São Paulo marcou para o dia 2 de dezembro o julgamento do zootecnista Hugo Imaizumi, acusado de matar os dois filhos, de 3 e 4 anos, em 2016. O homem vai ser julgado por um júri popular, em São José do Rio Preto (SP).

Conforme o Ministério Público de São Paulo, Hugo foi denunciado por cometer duplo homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, com emprego de meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas.

Em depoimento à polícia em 2016, o zootecnista afirmou que cometeu os crimes por ciúme e para se vingar de uma suposta traição da mulher. Imagens do crime foram enviadas por WhatsApp para a família da esposa.

De acordo com Hugo, ele dopou as crianças antes do crime para que nada sentissem. No entanto, negou ter enviado as imagens para a família da esposa.

Imaizumi assassinou os filhos de 3 e 4 anos durante a madrugada do dia 25 de setembro de 2016, na casa da família. Ele retirou as crianças que dormiam no quarto com a mãe e as levou para outro cômodo, onde usou uma faca para cortar a garganta dos filhos.

Em seguida, ele tentou se matar, com facadas no peito e na garganta, mas foi socorrido ainda com vida. Ao acordar e ver a cena, a mulher correu para a rua em busca de ajuda, o telefone da casa havia sido desligado pelo marido.

Hugo foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Base. Ele ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi preso após receber alta.