Na última segunda- feira, foi iniciada no Brasil a vacinação contra a covid-19, mas, já existem flagrantes de pessoas que não estão entre os grupos de risco furando fila. O Ministério Público do Amazonas, Pernambuco e Sergipe está investigando o caso.

Em Sergipe, o prefeito Júnior de Amynthas foi vacinado, mesmo não fazendo parte de qualquer grupo prioritário.

Na cidade de Manaus, denúncias envolvendo as filhas do dono de uma das maiores universidades privadas da capital, estão circulando nas redes sociais. Nas imagens, é possível ver as duas comemorando por terem sido vacinadas.

De acordo com o jornal o Globo, mesmo sendo médicas, Isabelle Lins e Gabrielle Kirk Maddy Lins, foram nomeadas para cargos comissionados na Prefeitura de Manaus apenas na véspera e no dia do início da vacinação. Internautas apontam fraude

Em Jupi, no Pernambuco, a secretária de saúde e o fotógrafo oficial da prefeitura também foram vacinados. O fotógrafo publicou na internet uma foto ao lado de Maria Nadir Ferro, tomando o imunizante, mesmo os dois não pertencendo a nenhum grupo de risco.

Em Natal, O prefeito Álvaro Dias, disse que seria vacinado contra covid-19, mesmo não se enquadrando em nenhum grupo prioritário. Após a reação, ele anunciou a desistência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui