Forçada pelo dono da ‘Pump’ a abortar, blogueira grava vídeo sendo coagida por policias

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

Um vídeo publicado pela digital influencer amazonense Emile Cazemiro em momento de desespero, repercutiu nas redes sociais, antes de ter seu perfil excluído. O conteúdo da publicação mostra o momento em que Emile estaria sendo coagida por policiais, supostamente enviados pelo homem que ela mantinha um relacionamento amoroso, e não queria ver exposto publicamente  o affair.

Pessoas próximas a blogueira afirmam que Emile estava se relacionando com o empresário Bernard Teixeira, criador da Pump Entertainment, empresa que promove principalmente festas com música eletrônica em Manaus. As testemunhas afirmam que o empresário a iludia com falsas promessas, inclusive prometeu que a transformaria numa DJ de sucesso. Emile então iniciou um relacionamento com Bernard e engravidou. O empresário que é casado e já tem um filho, não aceitou a gravidez de quem seria para ele ‘apenas uma amante’ e a obrigou a cometer um aborto. A atitude a motivou a gravar o vídeo.

Veja o vídeo

“estou sendo morta porque abortei um filho do (….)”
Em seguida a blogueira apagou o vídeo.

O empresário ao saber da repercussão do vídeo, e do conteúdo, gravou em seu Instagram uma versão para o caso, onde tenta se isentar da culpa.

Aparentemente nervoso, Bernard chama a blogueira de ‘conhecida’, diz que não sabe o porquê de ela mencionar o nome dele. Ele afirma ainda que nunca teve nenhum tipo de relação com ela. De maneira fria, o empresário também faz acusações contra a blogueira, a chamando de drogada. No entanto, algumas atitudes chamaram a atenção dos internautas.

Bernard liga para a mãe de Emile para reforçar a sua versão no caso e demonstrou intimidade com ela. ‘Como ele tem o número do telefone da mãe de Emile? ‘Que intimidade é essa com a mãe de alguém que é apenas sua conhecida?

Nitidamente intimidada, a mãe da blogueira apenas concorda com o que o empresário diz sobre sua filha.

Veja o vídeo:


Depois de apagar o primeiro vídeo, e da ligação de Bernard para a sua mãe, Emile grava outro, dessa vez para mostrar a coação que estava passando, quando recebeu visitas de policias em sua casa. No vídeo, a blogueira está aparentemente nervosa e com medo. É possível ouvir a voz da mãe da blogueira questionando o porquê da polícia já ter ido à sua casa duas vezes. Também é possível ouvir um homem, que supostamente é um policial, arguindo Emile.

Veja o vídeo:

“É a segunda vez que um policial vem na minha porta”

“Senta aqui comigo”.

“Eu sei que vc tá mal. ”

 “Eu sei que eu tô aqui pra te ajudar. ”

“Tá bom, já vou. Eu sei que eu tô mal. ”

Eu tô aqui pra te ajudar! ”  “Eu tenho uma filha da sua idade”

Depois de publicado os vídeos, e ser coagida, a conta da blogueira foi excluída do Instagram.

Relacionado Posts