Lula: “Já passou do tempo de votar o impeachment de Bolsonaro”

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva usou suas redes sociais para criticar a postura do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que disse não ver crime do presidente Jair Bolsonaro que o motive a colocar em tramitação um pedido de impeachment contra o chefe do Executivo federal. Para Lula, “já passou do tempo de se votar o impeachment”.

Na postagem, o ex-presidente cita a reportagem publicada pela revista Piauí, que revelou que Bolsonaro anunciou em uma reunião ministerial que iria intervir no Supremo Tribunal Federa (STF) com o uso das Forças Armadas e destituir os ministros.

A decisão, de acordo com a reportagem, teria sido comunicada no dia 22 de maio, porém, o presidente recuou, na mesma reunião, após o ministro Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) convencê-lo de que “não é o momento para isso”.

“Quem leu a Piauí sabe que o Bolsonaro considerou dar um golpe no STF. Ele acha que o Brasil é dele. Já passou do tempo de se votar o impeachment. São mais de 46 pedidos e o Rodrigo Maia não coloca nenhum em votação”, disse Lula por meio das redes sociais.

Como presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) é a única pessoa com competência constitucional para colocar em andamento um processo de impeachment. Ele recebeu 48 denúncias ou pedidos de impeachment contra Bolsonaro.

O ex-presidente também fez críticas a Bolsonaro e o culpou pelo acirramento da polarização política. “Eu vivi um mundo em que as pessoas torciam pra times diferentes, cada um ia na sua igreja, e no final do dia conseguiam sentar na mesma mesa e se respeitar. E daí o mundo pariu o Bolsonaro. Mas eu acredito que esse mundo em harmonia é possível porque já vivi”, postou Lula.

Relacionado Posts