Foto: Arthur Castro

Com informações da assessoria

MANAUS – Como parte das comemorações pelo aniversário de 352 anos de Manaus, o governador Wilson Lima entregou, neste domingo (24/10), totalmente reformado, o Parque Rio Negro, um dos mais belos cartões postais da cidade, localizado no bairro de São Raimundo, zona oeste da capital. Desde 2019, início da atual gestão, oito parques urbanos construídos pelo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) já foram revitalizados.

Além do governador, a cerimônia de inauguração do Parque Rio Negro contou com a presença do prefeito de Manaus, David Almeida, parlamentares e vereadores da capital. O espaço é um marco na transformação realizada no bairro através das intervenções do Prosamim, executado pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“A gente não conquista nada na vida a não ser através do trabalho e do esforço. E quando a gente une as forças a gente consegue avançar muito mais. Apesar da gente ter tido aqui a maior crise sanitária de todos os tempos, apesar da gente ter tido a maior enchente de todos os tempos, hoje, o estado do Amazonas e Manaus tem avanços como nunca se houve antes”, disse o governador Wilson Lima, durante discurso de inauguração.

Destacando a importância da parceria com o Governo do Estado para investimentos de R$ 580 milhões em infraestrutura e mobilidade urbana, anunciados no evento, o prefeito de Manaus, David Almeida, considerou a entrega do Parque Rio Negro revitalizado um “presente” para a cidade de Manaus.

“Governador Wilson Lima, o gesto de hoje, que vossa excelência faz e estende a mão a Manaus, a professora que aqui falou é professora de história, podem tirar uma foto. Os moradores do São Raimundo, os moradores de Manaus tirem uma foto desse momento, porque ele é um momento histórico. É o maior presente que Manaus recebe em 352 anos e esse presente foi dado por você (governador)”, frisou David Almeida.

A mão de obra utilizada para a revitalização do Parque Rio Negro aconteceu por meio do projeto “Trabalhando a Liberdade”, coordenado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). A ação seleciona reeducandos do regime aberto e semiaberto, a fazerem parte da iniciativa, a qual garante a redução da pena com o trabalho e estudo.

A professora e líder comunitária do São Raimundo, Elaine Belota, afirmou que o bairro da zona oeste sente gratidão pela entrega do Parque Rio Negro, que recebe não apenas visitantes do São Raimundo, mas de toda a cidade de Manaus.

“A revitalização do Parque Rio Negro representa para essa comunidade uma conquista muito grande, porque, hoje, o parque não é só dos moradores do bairro de São Raimundo, mas de toda a cidade de Manaus que aqui se sente segura. Eu sou voluntária neste bairro em que eu nasci na casa que moro há 57 anos, eu amo esse lugar, é o pôr do sol mais lindo do universo e a gente não precisa pagar nada”, declarou a professora.

Parque Rio Negro

O parque foi construído pelo Governo do Estado durante a fase 3 do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) e, desde que foi inaugurado em 2015, é a primeira vez que recebe obras de revitalização. O espaço é um marco na transformação realizada no bairro através das intervenções do programa, que é executado pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) e tem a parceria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“Hoje contamos com o Prosamim, com espaços de convivência e lazer somados a novas moradias, somado ao saneamento básico, somado à infraestrutura urbana nesta região. A coordenação da equipe UGPE/Ciama se sente agradecida e feliz por fazer parte desse grande time de governo e grande força do bem”, disse a subcoordenadora do Especial da UGPE, Viviane Dutra.

Administrado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SEC), o parque conta com uma área de 36.590 metros quadrados, totalmente urbanizada, com espaços para prática esportiva, contemplando uma academia ao ar livre com 16 equipamentos, área verde com jardins, quiosques, quatro praças, guaritas, banheiros, estacionamento e prédio para administração. O parque fica aberto para a população diariamente, das 6h às 22h, e conta com vigilância 24h por dia.

A revitalização do local, executada pela UGPE, contemplou o reparo e pintura dos bancos, cestos coletores, pintura do gradil e pergolado, substituição dos brinquedos do playground e equipamentos da academia ao ar livre, pintura e reforma dos quiosques da administração e depósito, além da limpeza dos canais de drenagem, com a desobstrução e restauração das instalações de esgoto.

Programação

A programação de reinauguração incluiu atividades culturais e esportivas promovidas pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SEC) e Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar). A agenda segue até às 19h deste domingo, envolvendo apresentação circense e de capoeira, performance teatral, DJ e apresentação da Amazonas Band.

Foram promovidas brincadeiras infantis, contação de histórias e oficina de fanzine, com a equipe do projeto “Mania de Ler”. Durante a manhã, os artistas Deborah Erê, Mia, Lori, Chermie, Tina, Raiz, Arab, Soft e Tial finalizaram uma intervenção artística no muro do estacionamento do Parque. Pela Faar, professores e técnicos do órgão levaram atividades físicas orientadas para quem esteve presente no Parque Rio Negro durante a manhã.

O secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, destacou a importância do espaço para a comunidade e de outros bairros da capital. O local é administrado pela SEC e pela primeira vez recebe obras de revitalização.

“O governador atende a um pedido da comunidade, que já pedia há um certo tempo a revitalização desse lugar, que acabou sendo tardado por conta das impossibilidades impostas pela pandemia, mas, hoje, finalmente, um dia especial no aniversário da cidade, o Parque Rio Negro está de volta para a população”, comemorou.