Foto: reprodução

SÃO PAULO – Nesta terça-feira (14) Suzane von Richthofen, condenada por matar os pais em 2002, deixou a prisão para “saidinha” temporária. Ela e as demais presas da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier em Tremembé (SP) devem ficar em liberdade até a próxima segunda (20), quando devem voltar à unidade.

Suzane deixou prisão por volta das 8h20, ao mesmo tempo em que Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte da enteada Isabella Nardoni, também deixava o presídio. Assim como as outras detentas, as duas usavam máscara de proteção contra o coronavírus na saída.

Elize Matsunaga, condenada por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, deixou a unidade para saidinha 20 minutos depois, por volta de 8h40. Ao deixar o presídio, ela exibiu um cartaz com a mensagem ‘Minha filha sempre te amarei além da vida’. A detenta tem uma filha fruto do relacionamento com Marcos Matsunaga, que vive com os avós paternos e com quem não tem contato desde a época do crime.