A adolescente que atirou e matou Isabele Ramos Guimarães, de 14 anos, em julho do ano passado, terá que cumprir a pena máxima de 3 anos de internação em regime socioeducativo. A decisão da juíza Cristiane Padim, da 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá, saiu nesta terça-feira (19).

A adolescente foi punida por ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado e doloso (quando há intenção de matar). Isabele foi morta com um tiro no rosto, disparado por sua melhor amiga, de 15 anos, no dia 12 de julho, em um condomínio de luxo, em Cuiabá.

A jovem que efetuou o disparo chegou a ser apreendida dois meses após o crime, mas foi solta oito horas após a internação. Apesar da rápida soltura, a investigação concluiu que a versão apresentada por ela, no decorrer do inquérito, era incompatível com o que aconteceu no dia da morte e que a conduta da garota foi dolosa.

Além da adolescente, os pais dela também se tornaram réus no dia 17 de novembro por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), posse ilegal de arma de fogo, entrega de arma de fogo a pessoa menor, fraude processual e corrupção de menores. O processo ainda está tramitando e não houve pedido de prisão dos pais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui