Amazonas – O governador do Estado, Wilson Lima (PSC) disse nesta quinta-feira, 14, que o Estado está passando pelo momento mais crítico da pandemia do novo coronavírus e que para evitar novos casos, está decretado o toque de recolher na capital, das 19h às 6h. Em pronunciamento, o secretário de saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, afirmou que a empresa que fornece o oxigênio para as unidades de saúde do Estado está tendo dificuldade para fornecer o produto, pois a quantidade triplicou durante esse mês por conta do aumento de casos.

“Está sendo baixado ainda um decreto para autorizar apenas o transporte de cargas essenciais. Essas medidas que estão sendo tomada são necessárias para preservar a vida da população. Estamos com um comitê funcionando 24 horas por dia para encontrarmos soluções para as pessoas que sofrem com isso”, disse o governador do Amazona, Wilson Lima.

Marcellus Campêlo disse que o consumo de oxigênio já é maior que durante todo o primeiro pico da doença e que foi informado ontem pela empresa White Martins que fornece o produto ao estado iria interromper o serviço por algumas horas e que o consumo triplicou durante os dez primeiro dias de janeiro.

“Nós estamos com o consumo acima de setenta mil metros cúbicos de oxigênio. Então, nós temos duas vezes mais consumo em relação ao mesmo período do ano passado. Nós fizemos o plano de contingência, considerando a elevação dos casos. Ontem à noite nós fomos comunicado do colapso do plano logístico em relação as algumas entregas que estariam que abastecendo a cidade de Manaus, o estado do Amazonas, o que causará uma interrupção da programação por algumas horas”, disse Campêlo.

O secretário completou ainda que “nesse momento, nós comunicamos imediatamente ao governador Wilson Lima que tomou as providências como chefe do estado do Amazonas. Percebam que a demanda de oxigênio entre o do ano, vinte e nove de dezembro, até a presente data, teve uma súbita elevação inesperada, em menos de dez dias, nós percebemos esse consumo mostra também a necessidade da rede, que atende também a rede privada, para atender os leitos destinados ao coronavírus”, ressaltou Campello.

Confira o pronunciamento na íntegra:

https://www.youtube.com/c/GovernodoEstadodoAmazonas

Fonte: Revista Cenarium

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui