Famosos – Em entrevista coletiva após o empate contra Roy Jones Jr. no último sábado, Mike Tyson afirmou que fumou maconha antes de da luta. Apesar disso, a revelação não é uma surpresa para quem acompanha o lutador. O norte-americano tem forte relação com a erva, tendo em vista que ela foi um dos fatores o ajudou a superar a falência em 2003.”Não consigo parar de fumar. Fumei durante lutas. Eu preciso fumar, desculpe, sou fumante. Fumo todos os dias, nunca parei de fumar.

É apenas quem eu sou. Não tem nenhum efeito sobre mim de um ponto de vista negativo. Ela apenas me entorpece, não diminui a dor. É apenas o que eu faço, como sou e como vou morrer. Não há explicação. Não tem começo e não tem fim”, contou Tyson, durante a entrevista coletiva.

Vale lembrar que o consumo recreativo de maconha é libertado no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, desde 2018. Portanto, os negócios do boxeador são totalmente lícitos e a estimativa é de que os lucros do “Rancho Tyson” cheguem a US$ 610 mil (R$ 3,18 milhões) por mês.

O “Rancho Tyson” pode ser encontrado no meio do deserto Californiano e tem mais de 160 mil metros quadrados. Ex-jogador de futebol americano, Eben Britton é sócio de Tyson no empreendimento. Os dois investem no cultivo de variedades de maconha que utilizam nos produtos da marca “Tyson Holistic Holdings”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui