Brazil's Minister of Economy Paulo Guedes gestures during a press conference at Planalto Palace in Brasilia, on April 3, 2020. Credito: EVARISTO SA/AFP

Brasil – Em conversa com jornalistas para comemorar a aprovação da Lei de Falências nesta quinta-feira (25), o ministro da Economia, Paulo Guedes, reclamou das críticas que vem recebendo pela condução da política econômica dizendo que está “sendo apedrejado pelas costas o tempo inteiro”.

“A tragédia está aí, nos machucou, atingiu nossas famílias, é péssimo. Agora, o que adianta ficar jogando pedra? É como se tivesse tentando ajudar e sendo apedrejado pelas costas o tempo inteiro. Isso é uma ação destrutiva. E quanto a crítica é injusta, ela não merece respeito”, disse Guedes, conclamando os jornalistas a “nos ajudar a construir uma sociedade melhor”.

“Não se constrói com fofoca, com descredenciamento. O presidente teve 60 milhões de votos, todo dia tem um ataque pessoal”, afirmou Guedes”.

Em meio à crise que se aprofunda com a chegada de uma segunda onda de coronavírus, Guedes voltou a dizer que a “economia voltou em V”.

“Aí o ministro está fazendo um trabalho, a economia voltou em V, a arrecadação está subindo, a economia está retomando o crescimento, já estava começando a crescer, foi atingida pela doença. Aí todo mundo estava achando que ia ser a pior coisa do mundo, a economia começa a voltar”.

Fonte: Revista Fórum

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui