Eleições – Nas eleições municipais de 2020, marcadas para o próximo domingo (15), aproximadamente 148 milhões de pessoas estão aptas a votar em todo o Brasil, escolhendo seus candidatos a prefeito e vereador.

Muitos eleitores, entretanto, optam por votar em branco, nulo ou até se abstêm da votação, como indicaram os últimos pleitos. Em 2018, brancos, nulos e abstenções bateram o recorde desde o fim da ditadura militar, com pouco mais de 42 milhões de pessoas.

Especialistas avaliam este comportamento e comentam de que maneira a opção por esta espécie de ‘alienação eleitoral’ pode impactar no pleito.

O professor da USP (Universidade de São Paulo) e cientista político Glauco Peres aponta que, sobretudo num país onde o voto é obrigatório, o voto em branco ou nulo é uma opção válida num regime democrático liberal.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui