Eleições – Dentre os 10 candidatos jamais eleitos que mais receberam recursos públicos para a campanha eleitoral deste ano, 3 são filhos de políticos. Além disso, outros 2 são de famílias tradicionais da política brasileira.

O levantamento do Poder360 considerou apenas os valores repassados às campanhas cujas origens sejam o Fundo Eleitoral e/ou o Fundo Partidário. Em suma, os dados são do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Os 2 candidatos que lideram o ranking dos novatos que mais receberam recursos públicos pertencem ao PSL. A princípio, trata-se do partido que inflou os cofres por causa da onda bolsonarista de 2018.

Portanto, são eles: Carlos Lima (R$ 4,2 milhões). Ele é candidato a prefeito no Recife (PE), tem o apoio do também pernambucano Luciano Bivar, presidente nacional do partido. Ele é herdeiro da tradicional família pernambucana Andrade Lima; Abou Anni Filho (R$ 2 milhões) – o dinheiro destinado ao candidato a vereador e filho do deputado Abou Anni (PSL-SP) fez a candidata a prefeita de São Paulo Joice Hasselman cobrar publicamente a direção do PSL.

Além de Abou Anni Filho, outros 2 listados no ranking são filhos de políticos: Caio Vianna (R$ 1,8 milhão) – o pedetista, que disputa a prefeitura de Campos dos Goytacazes (RJ), é filho de Arnaldo França Vianna, que já governou o município; Carol Arns (R$ 1,6 milhão)  a candidata do Podemos à prefeitura de Curitiba (PR) é filha do senador Flávio Arns (Podemos-PR).

Fonte: BNC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui