Eleições: 95 municípios poderão ter 2º turno em novembro

Cidades com mais de 200 mil eleitores são obrigadas a realizar segunda votação para prefeito e vice-prefeito. Conheça a regra constitucional
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

Eleições – Noventa e cinco municípios do país com mais de 200 mil eleitores podem ter de realizar um segundo turno de votação para a escolha de prefeito e vice-prefeito nas Eleições Municipais de 2020. O pleito será realizado nos dias 15 e 29 de novembro, por causa da pandemia de covid-19.

Pela Constituição Federal, deve haver eleição segundo turno para prefeito quando nenhum dos candidatos consegue mais da metade dos votos válidos, ou seja, dos votos dados exclusivamente aos que disputam o cargo. Se essa situação ocorrer, disputarão o segundo turno os dois candidatos a prefeito mais votados.

Com relação às capitais, manteve-se o mesmo quadro das eleições de 2016: das 26 capitais, 25 têm mais de 200 mil eleitores, a única exceção é Palmas (TO). Este ano, não há pleito no Distrito Federal nem em Fernando de Noronha (PE).

Assim como em 2016, São Paulo permanece como o estado com o maior número de cidades com mais de 200 mil eleitores, são 28 no total. Em seguida, vem o Rio de Janeiro, com dez municípios, Minas Gerais, com nove, Pernambuco, com seis, e Paraná e Rio Grande do Sul, com cinco cada um.

De 2016 para 2020, mais três cidades alcançaram o eleitorado que possibilita a realização de um segundo turno para prefeito e vice-prefeito. São elas: Ribeirão das Neves (MG), Paulista (PE) e Petrolina (PE). A capital paulista continua a ser o município com o maior eleitorado do Brasil, com 8,9 milhões de eleitores.  

Fonte: R7

Relacionado Posts