Em Fortaleza, Santos aposta em Marinho para derrubar série negativa no Brasileiro

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

Depois de dois jogos em casa, o Santos vai buscar fora de seus domínios os pontos que perdeu na Vila Belmiro. O time paulista enfrenta o Ceará neste sábado, às 21 horas, no Castelão, em duelo da oitava rodada do Campeonato Brasileiro, com o objetivo de encerrar a sequência negativa na competição.

O Santos continua buscando a sua recuperação no campeonato, já que não vence desde a quarta rodada, quando triunfou por 1 a 0 sobre o Sport. De lá para cá, o time do técnico Cuca perdeu para Palmeiras (2 a 1) e Flamengo (1 a 0), e empatou com o Vasco (2 a 2).

A equipe paulista teve bons momentos nas últimas partidas, apesar dos placares adversos, e tem reclamado muito dos critérios utilizados pelo árbitro de vídeo (VAR), especialmente contra Flamengo e Vasco. A aposta para derrubar a série negativa é o atacante Marinho, grande protagonista do Santos, e vice-artilheiro do torneio, com quatro gols.

O principal desfalque será Raniel. O Santos confirmou na sexta-feira que o atacante, que vinha sendo titular, testou positivo para covid-19, foi afastado do elenco e está fora do jogo. O jogador permanecerá em quarentena por 10 dias e será supervisionado pelo departamento médico neste período. Kaio Jorge deve ser o titular.

Com o calendário repleto de partidas, Raniel vai desfalcar o time não só no duelo em Fortaleza. Também deve perder outras três partidas, contra São Paulo e Atlético-MG, pelo Brasileirão, e o confronto contra o Olímpia, do Paraguai, pela Libertadores, no retorno da competição sul-americana após o período de paralisação por causa do novo coronavírus.

Além de Raniel, Cuca não vai contar com Jean Mota. O resultado do exame do meio-campista apontou um edema muscular na coxa esquerda. O jogador se lesionou no segundo tempo da partida contra o Vasco, na última quarta-feira.

A novidade na lista de relacionados é a presença de Everson. O goleiro aparece na relação pela primeira vez desde que foi reintegrado. Ele tentou a rescisão do clube na Justiça do Trabalho, mas não teve sucesso e acabou permanecendo no time da Vila Belmiro. Cuca havia dito que o jogador seria quarta opção, mas mudou de ideia e relacionou o atleta para o confronto.

Relacionado Posts