Plágio? Ilustradora mostra ter “criado” nota de R$ 200 com lobo-guará antes do BC

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

O lançamento da nova cédula de R$ 200 reais anunciado pelo Banco Central nesta quarta-feira (2/9), com a imagem do lobo-guará, levou a ilustradora Bárbara Rodrigues a alegar em seu Twitter que criou o desenho da nova nota antes e brincou “acusando” o Banco Central de plágio.

“Eu acho que não seria possível eles se inspirarem na minha ilustração e produzirem a nota em menos de 3 meses. Eu postei no twitter brincando que tava muito parecido, só como uma piada, mas as pessoas se engajaram e me falaram pra ir atrás, mas acho que só foi uma grande coincidência.”

A ilustração foi compartilhada em 29 de julho, após anúncio do lançamento. Em seu desenho, o animal aparece na mesma posição da nota verdadeira, mas ao invés de um arbusto, a artista desenhou um sol no canto da nota.

“A primeira vez que eu vi me assustei com a semelhança, os itens estão em lugares muito parecidos, a moita está no lugar do sol, até a parte traseira do lobo está na mesma posição que no desenho, bem perto dos números.”

Para se inspirar, ela conta que pegou as outras notas já disponíveis e se baseou por elas. “Achei que ficou bem bonito e acredito que também tive um palpite muito bom, porque os responsáveis pelo design original pensaram assim como eu.”

O lobo-guará foi escolhido em 2011 quando o governo Fernando Henrique Cardoso perguntou à população quais animais da fauna brasileira deveriam ilustrar as novas notas do Real.

O lobo-guará foi o terceiro colocado da pesquisa e a nota já era estudada nessa época, mas só saiu da gaveta agora em 2020, depois que a pandemia de covid-19 aumentou a demanda da população por papel-moeda.

Relacionado Posts