Prefeito do Rio se manifesta pela primeira vez e ataca Rede Globo

Crivella disse que a emissora age como um 'verdadeiro partido político de oposição' e que divulga notícias falsas
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

Rio de Janeiro – O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) se manifestou pela primeira vez, no fim da noite desta terça-feira, sobre o grupo de funcionários da prefeitura autointitulado Guardiões do Crivella, que fica nas portas dos hospitais municipais intimidando o trabalho da imprensa.

A ação dos profissionais contratados pelo município foi revelada pela TV Globo, na segunda-feira.Apenas ontem, mais de 24 horas depois da reportagem ser exibida, Crivella comentou o caso, em um vídeo divulgado em seu perfil no Facebook.

O prefeito ataca a emissora, dizendo que ela age como um “verdadeiro partido político de oposição” e que divulga notícias falsas.”Cidadãos comparecem às portas de unidades de saúde para esclarecer e orientar os usuários, evitando assim que alguém manipulado pelas falsas informações da Globo corra algum risco de morte”, Crivella disse, sobre os servidores filmados nos hospitais.

Por causa da reportagem da emissora, que repercutiu bastante, o Ministério Público estadual (MPRJ) abriu um inquérito para apurar os crimes de associação criminosa, constrangimento ilegal e responsabilidade por parte de Crivella. A Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas (Draco) também iniciou uma investigação, apreendendo ontem materiais do envolvidos e os intimado a prestar depoimento na especializada.

“Não cabe a mim a acusação de que seria responsável por esse constrangimento que as Organizações Globo sofrem durante as suas reportagens”, Crivella se defendeu. “Vou governar até o último dia, pautado pelo sagrado interesse do povo, sem recuar, sem me agachar e sem temer”.

Relacionado Posts