Motorista de van agride a namorada e a empurra para fora de seu carro

Agressor deu tapas no rosto e apertou o pescoço da mulher
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

Brasil – Policiais da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher da Zona Oeste (Deam-Oeste) prenderam em flagrante, na noite deste domingo, um motorista de van que agrediu a namorada em Santa Cruz. Ele, que tem 39 anos, deu socos no rosto da mulher, de 27, e ainda a empurrou para fora fora de seu carro.

A delegada Mônica Areal, titular da Deam-Oeste, contou que as agressões aconteceram por volta das 2h30 de ontem, quando o casal estava indo em direção à casa dela. Na altura de um posto de combustíveis localizado na Avenida Padre Guilherme Decaminada, o homem deu tapas no rosto da namorada, segurou seu nariz e apertou seu pescoço.”O pescoço sempre me dá medo de esganadura.

Ela é negra e mesmo assim ficou com a marca dos dedos dele no pescoço. Pescoço é muito complicado. Às vezes, a pessoa não quer nem matar, mas pega em um nervo aí vago, pode desmaiar a pessoa e também pode dar uma parada cardiorrespiratória”, destaca a delegada.Ainda segundo Areal, o motorista agrediu a namorada porque não aceitava o fim do relacionamento de cerca de três meses.

Durante as agressões, dentro do veículo, ele disse que iria jogar o corpo dela no Rio Guandu, que corta o bairro. Ao chegar na casa dela, o agressor a empurrou de seu carro.A mulher procurou a Deam-Oeste para denunciar o namorado. Ele foi preso em casa, ainda em Santa Cruz, alegando que não havia agredido ninguém. Na delegacia, foi autuado lesão corporal na forma da Lei Maria da Penha.O motorista já tem outras duas passagens pela polícia, por agressão contra sua ex-esposa, em 2009 e 2010.

Relacionado Posts