TSE amplia horário de votação e eleitores terão das 7h às 17h para irem às urnas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, decidiu ampliar o horário de votação nas eleições municipais de 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus. Para o ministro, a extensão em uma hora poderia reduzir filas e, consequentemente, evitar aglomerações.

Com a mudança, no primeiro turno, dia 15 de novembro, o horário será das 7h às 17h (considerando o horário local). De acordo com os resultados, a extensão também servirá para um possível segundo turno, marcado para o dia 29 do mesmo mês. Já o grupo preferencial – com maior risco de contrair a doença – será exclusivamente atendido até as 10h.

A decisão foi tomada após avaliação de uma consultoria técnica, formada por especialistas do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), do Insper e da Universidade de São Paulo (USP). Consultores sanitários da Fiocruz, do Hospital Sírio Libanês e do Hospital Albert Einstein também auxiliaram o ministro.

“Após ouvirmos os presidentes de tribunais regionais eleitorais e os respectivos diretores-gerais, ficou decidido, por unanimidade, que este horário será das 7h às 17h. Não foi possível estender para mais tarde do que isso porque, em muitas partes do Brasil, depois dessa hora, há dificuldade de transporte e há problemas de violência”, disse.

Para “garantir” a segurança dos votantes, empresas farão doação de proteção individual, como máscaras e álcool em gel e spray para os voluntários e eleitores. “Nós estamos fazendo todo o possível para conciliar, na maior medida, a saúde pública da população com as demandas da democracia. É votando nas eleições municipais que você define o destino da sua cidade e, em última análise, os rumos do Brasil. Vote consciente”, prosseguiu, Barroso.

Relacionado Posts