Chineses desenterram monstro marinho e acham réptil gigante em sua barriga

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

Paleontólogos realizaram uma escavação no sudoeste da China com o objetivo de desenterrar um esqueleto de um ictiossauro, que se parecia com golfinhos mas era considerado monstro marinho. Os animais, de 5 metros de comprimento, viveram há 230 milhões de anos.

De acordo com o site Aventuras na História, os pesquisadores tiveram uma surpresa ao se depararem com um réptil que estava na barriga do animal. O fóssil bem preservado revelou que a presa se trata de um Talatossauro.

Monstro marinho achado na China2

A descoberta ocorreu na ChinaDivulgação

Monstro marinho achado na China2

O bicho se parecia com um lagarto e tinha 4 metros, portanto, um a menos que o predador. A descoberta foi publicada no iScience e mostra que os ictiossauros eram megapredadores do período Triássico, ocorrido entre 237 e 201,3 milhões de anos atrás.

Até então, acreditava-se que o animal se alimentava de cefalópodes, como polvos, lulas e moluscos. O coautor da pesquisa, Ryosuke Motani, aponta que o ictiossauro pode ter morrido logo após engolir o Talatossauro.

“O conteúdo na barriga do nosso ictiossauro não foi marcado pelo ácido do estômago, então ele deve ter morrido logo após a ingestão desse alimento”, disse.

Ainda conforme o Aventuras na História, o sítio no qual foi realizada a escavação está sob estudos há 10 anos. A ideia dos pesquisadores é continuar monitorando a área para descobrir o passado das espécies marinhas extintas.

Relacionado Posts