Paris Saint-Germain está na final da Liga dos Campeões da Europa

Franceses derrotaram o Leipzig, por 3-0, e ficam agora à espera do desfecho da outra semi-final, entre Lyon e Bayern Munique.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

Esportes – O Paris Saint-Germain carimbou, nesta terça-feira, pela primeira vez em 50 anos de história, o passaporte para a final da Liga dos Campeões, ao derrotar o Leipzig (um outro estreante nestas andanças), no estádio da Luz, em Lisboa, por categóricos 3-0.

Marquinhos, Ángel di Maria e Juan Bernat assinaram os gols da vitória do emblema francês, que fica, agora, à espera do desfecho do encontro entre o Olympique Lyon e o Bayern Munique para conhecer o adversário que terá pela frente no próximo domingo.

O Paris Saint-Germain recusou cometer o mesmo erro que o Atlético de Madrid tinha cometido com o Leipzig e entrou em campo apostando em dominar o adversário. E assim conseguiu fazer sem grandes dificuldades.

Thomas Tuchel apostou num tridente ofensivo constituído por Ángel di María, Kylian Mbappé e Neymar (que funcionou como um falso 9’), que se mostrou verdadeiramente ‘demolidor’ face a um conjunto alemão que abdicou de pressionar o adversário.

O primeiro aviso francês surgiu aos seis minutos, quando o brasileiro, isolado, atirou na trave. No minuto seguinte, o francês colocou a bola na baliza, mas o lance foi anulado. E, à terceira, foi de vez. O argentino lançou para a grande área, onde apareceu Marquinhos a cabecear para o 1-0.

Um gol que, ao contrário do que seria de prever, não acordou o conjunto da Red Bull. Bem pelo contrário. Os campeões gauleses dominaram por completo e, após mais duas oportunidades desperdiçadas (por Neymar e Mbappé), fez o 2-0, desta feita por Di María.

A defesa do Leipzig revelou-se um autêntico ‘coador’ e o ataque não esteve muito melhor, uma vez que, com exceção de um remate de Poulsen a passe de Dani Olmo, pouco fez para incomodar Sergio Rico.

Uma vitória ‘sem espinhas’

O Leipzig entrou bem no segundo tempo, dando a entender que ainda tinha muito para dar, mas a verdade é que, na primeira oportunidade de que dispôs desde o regresso, o PSG deu a ‘machadada final’ na eliminatória.

Após lance dividido com Ander Herrera, Mukiele foi ao chão e deixou a bola nos pés de Di María. O ex-Benfica estava em ‘dia sim’ e somou mais uma assistência, desta feita para Juan Bernat, para o 3-0 a favor dos franceses.

A vantagem era confortável e a oposição também não apertava, o que permitiu aos milionários da Ligue 1 gerir o jogo com bola até final tendo em vista a tão aguardada final da Liga dos Campeões, onde irão defrontar Olympique Lyon ou Bayern Munique. 

Momento do jogo: À beira do intervalo, Gulácsi cometeu um erro que culminou no segundo gol do PSG, com a assinatura de Di María. Um autêntico ‘murro no estômago’ do Leipzig, que não mais mostrou capacidade para dar a volta ao rumo dos acontecimentos.

Relacionado Posts