Polícia não descarta exames de DNA em outros familiares de menina estuprada

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter

Após vídeo do tio e suposto estuprador da menina de 10 anos, sugerindo que a policia investigasse o avô e o outro tio da criança, a Polícia Civil do Espírito Santo(PCES) não descartou a possibilidade de realizar exames de DNA para checar se ambos também violentaram a criança. O outro tio, foi preso nesta madrugada, em Betim (MG).

“Uma coisa eu peço: da mesma forma que vão fazer um exame meu, quero que façam o exame do avô dela e do filho do avô dela que moravam na casa”, disse o suspeito antes de ser preso.

A polícia considerou essa possibilidade “Essa possibilidade será checada pela Polícia de São Mateus, mas as investigações apontam que os abusos eram praticados por ele. Ele disse que os atos eram consentidos, mas não há consentimento com crianças de 10 anos. Ele falou que tinha relações com a menina desde 2019”, disse o delegado Ícaro Ruginski.

Em nota, a Polícia Científica de Pernambuco, através do Instituto de Genética Forense Eduardo Campos, informou ter coletado as amostras biológicas do feto e da vítima, de 10 anos. “Já estão em andamento as perícias de Genética Forense. O resultado dessas pericias constituirá prova material do crime, sendo de fundamental importância para a indicação de autoria”, completou.

Relacionado Posts